Atenção
O atendimento presencial é feito seguindo os protocolos de segurança contra a Covid-19. Antes, ligue e tire suas dúvidas sobre denúncias e atendimento. Veja aqui os telefones.

Projeto MPT na Escola premia estudantes da rede pública de ensino de Várzea Grande

14/06/2022 - Aconteceu na última sexta-feira, 10, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil, subseção de Várzea Grande (OAB/VG), a premiação dos estudantes da rede municipal que participaram do Prêmio MPT na Escola e foram selecionados para a etapa estadual do concurso, que valoriza os melhores trabalhos literários, artísticos e culturais de alunos de escolas públicas que integram o projeto.

O evento contou com a participação do procurador do Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso (MPT-MT) André Canuto, do procurador-geral do município de Várzea Grande, Jomas Fulgêncio, do secretário do Sistema de Gestão Escolar Municipal (Smecel), Silvio Fidelis, e da superintendente pedagógica da prefeitura de Várzea Grande, Luz Marina Coelho.

O procurador André Canuto, coordenador regional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância) do MPT em Mato Grosso, pontuou que a instituição tem uma ação prioritária no combate ao trabalho infantil com o projeto “Resgate a Infância”, dividido entre os eixos educação, políticas públicas e aprendizagem profissional. “O eixo educação, correspondente ao MPT na Escola, visa a promover o combate ao trabalho infantil por meio da educação das crianças, adolescentes e profissionais da comunidade escolar e toda a comunidade local, incluindo os pais dos estudantes. Sabemos que o trabalho infantil no Brasil ainda conta com a disseminação de mitos que dificultam a compreensão acerca dos extensos prejuízos causados às crianças e aos adolescentes”, explicou.

Canuto agradeceu a participação dos estudantes e elogiou o trabalho desenvolvido pelas escolas da rede municipal. Juntamente com os demais presentes na cerimônia, acompanhou com entusiasmo a apresentação do Coral Canto&Encanto, da EMEB Profª Salvelina Ferreira da Silva, que também teve seus alunos e alunas premiados no concurso.

O secretário Silvio Fidelis, por sua vez, destacou a parceria da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer com o MPT-MT, lembrando que a primeira edição do concurso foi um sucesso, mesmo ocorrendo durante o período da pandemia. “Nossa expectativa é a transformação, a motivação para fazer as coisas positivas acontecerem na Educação. Para nós, é inegociável o direito da criança de estudar, o direito da criança de brincar, de se alimentar, o direito à saúde, o carinho e a compreensão. O trabalho tem de vir apenas no momento certo”, disse.

 

Premiados e premiadas

O Projeto MPT na Escola premiou os estudantes das escolas da rede municipal de Várzea Grande nas categorias desenho, poesia, conto, curta-metragem e música.

EMEB Mercedes De Paula Sôda

1º lugar | Desenho: Anny Gabrielly da Silva Belo (5º ano A)

2º lugar | Música: Natália Almeida da Costa (4º ano A)

EMEB Profº Paulo Freire

1º lugar | Conto: Arthur Emanuel de Barros Costa (6º ano C)

2º lugar | Poesia: Kamilly Vitoria de Campos Assunção (7º ano A)

EMEB Manoel Corrêa de Almeida

1º lugar | Poesia: Maria Eduarda Linda de Oliveira (6º ano A)

2º lugar | Desenho: Gabrielly Santiago Santana (6º ano A)

EMEB Profª Salvelina Ferreira da Silva

1º lugar | Desenho: Ana Raiany da Silva Macedo (5º ano C)

2º lugar | Desenho: Nicoly Gabrili Silva Rodrigues (5º ano C)

EMEB Tenente Abílio da Silva Moraes

1º lugar | Poesia: Gabriella Mariane de Moraes Costa (7º ano B)

2º lugar | Poesia: Guilherme da Silva Costa (7º ano A)

EMEB Faustino Antônio da Silva

1º lugar | Desenho: Emanuelly Fernanda Paiva Gaba (4º ano U)

2º lugar | Poesia: Nathacha Benedita dos Santos (4º ano U)

 

O MPT na Escola

O Prêmio MPT na Escola tem como público-alvo das ações os alunos e alunas do 4° ao 7° anos do ensino fundamental da rede pública e é composto por três etapas: municipal, estadual e nacional.

O trabalho infantil é uma das principais causas de evasão escolar entre estudantes das redes públicas de ensino, sendo necessária uma ação conjunta entre os diversos órgãos para conscientização da sociedade civil sobre os prejuízos do trabalho precoce de crianças e adolescentes.

A gerente do MPT na Escola, Luísa Carvalho Rodrigues, destaca que a expansão do MPT na Escola ocorreu em um momento importante diante da pandemia de Covid-19. “Esse alcance do projeto vem em boa hora em razão da crise sanitária, social e econômica que vivemos, o que pode implicar aumento do trabalho infantil, pois se a pobreza aumenta, provavelmente aumentam as taxas de trabalho infantil. Por isso, é muito importante que o projeto seja levado às escolas e que nós tenhamos mais multiplicadores desse conhecimento e de pessoas aptas a identificar crianças que são exploradas”, disse.

 

Assessoria de Comunicação ∣ MPT-MT
Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso
65 3613.9100 ∣ www.prt23.mpt.mp.br
Instagram @mptmatogrosso ∣ Twitter: @MPT_MT
Facebook: MPTemMatoGrosso

Imprimir