• denuncias
  • peticionamento
  • protocolo
  • Mediação
  • ouvidorianovo
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • lgpd
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Confira o funcionamento do MPT em Mato Grosso
  • Saiba como acionar o plantão do MPT em Mato Grosso
  • Cadastro de órgãos e entidades que poderão ser beneficiados com destinações do MPT em Mato Grosso
  • Coronavírus: veja aqui as notas técnicas e as recomendações do MPT
  • Ouvidoria do MPT divulga cartilha com características e informação sobre seu funcionamento

MPT acompanha posse de novos juízes do Trabalho de Mato Grosso

14/01/2015 - O Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso (MPT-MT) participou, na tarde da última segunda-feira (12), da cerimônia de posse de seis novos juízes do Trabalho. O evento contou com a presença de autoridades, familiares e outros convidados.

 O procurador-chefe do MPT-MT, Fabrício Gonçalves de Oliveira, que compôs a mesa de abertura ao lado do presidente do Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso (TRT-MT), desembargador Edson Bueno, externou sua alegria em participar da solenidade.

“Sabemos muito bem quão difícil é o caminho para se chegar até aqui. Infindáveis horas de estudo, fins de semana perdidos, inúmeros pedidos de compreensão das pessoas próximas quanto às limitações impostas pelo estudo, stress, luta contra cansaço. E muitas vezes, mesmo com tanto esforço, não é atingido, de imediato, o objetivo. Então, juntam-se os cacos, colam-se os pedaços, e a caminhada é retomada para que, um dia, seja alcançada a tão almejada aprovação. Por isso, parabéns a todos vocês”, enfatizou Oliveira. “Agora, a superação dos desafios tem um fim muito maior: a concretização da justiça”, complementou.

Ele falou ainda sobre o importante papel que os magistrados desempenham na sociedade e da possibilidade de transformarem realidades daqueles que recorrem à Justiça do Trabalho. “Os jurisdicionados são, em sua grande maioria, seres humanos carentes, humildes, trabalhadores do nosso país, cujas vidas dependerão completamente do julgamento dos senhores. Pessoas que são, por exemplo, vítimas de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais, de trabalho em condição análoga à de escravo e do trabalho infantil (...). Sem mencionar outros constantes ataques aos direitos trabalhistas com o claro intuito de aumento da margem de lucro e precarização das relações de trabalho”, acrescentou.

Oliveira finalizou seu discurso dando boas-vindas aos novos juízes e destacando a responsabilidade exigida para o exercício da carreira. “Os processos se consubstanciam verdadeiramente em pessoas, em suas vidas. E vocês têm a chance e o dever de fazer desse estado, desse país, um lugar melhor para se viver. Vocês serão testemunhas diárias da concretização da justiça, um privilégio de poucos”, afirmou.

O desembargador Edson Bueno saudou os novos membros e lembrou que o TRT-MT, apesar de jovem, tem se destacado na prestação dos serviços, inclusive com várias de suas iniciativas sendo reproduzidas em outras jurisdições. “Abracem nosso Tribunal e nosso estado e lembrem-se de exercer suas funções com compromisso, ética, retidão e respeito com a sociedade”, concluiu.

Também participaram da solenidade o procurador-geral de Justiça do Estado de Mato Grosso (MPE-MT), Paulo Prado, a desembargadora Eliney Veloso, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - seccional Mato Grosso, Maurício Aude, e a representante da Amatra 23, juíza Leda Borges Lima.

Informações: Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso (MPT-MT)

Fotos: Alessandro Cassemiro/ Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso (TRT-MT)

Contato: (65) 3613-9152 | www.prt23.mpt.mp.br | twitter: @MPT_MT | facebook: Ministério-Público-do-Trabalho-em-Mato-Grosso

 

Imprimir

  • banner abnt
  • banner transparencia
  • banner pcdlegal
  • banner mptambiental
  • banner trabalholegal
  • banner radio
  • Portal de Direitos Coletivos