• denuncias
  • peticionamento
  • protocolo
  • Mediação
  • ouvidorianovo
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • lgpd
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Confira o funcionamento do MPT em Mato Grosso
  • Saiba como acionar o plantão do MPT em Mato Grosso
  • Cadastro de órgãos e entidades que poderão ser beneficiados com destinações do MPT em Mato Grosso
  • Coronavírus: veja aqui as notas técnicas e as recomendações do MPT
  • Ouvidoria do MPT divulga cartilha com características e informação sobre seu funcionamento

MPT-MT próximo de adquirir sede própria

13/11/2014 - A Superintendência do Patrimônio da União em Mato Grosso (SPU-MT), órgão ligado ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), recebeu, no fim de outubro, o processo de aquisição da nova sede do Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso (MPT-MT), a fim de verificar a regularidade da transação. Após a análise, a documentação foi enviada à Advocacia-Geral da União (AGU), que emitirá, nos próximos dias, parecer autorizando a efetivação da compra e o registro do imóvel. 

Há anos o MPT busca um edifício que ofereça melhores condições para servidores e membros e, principalmente, para os trabalhadores. Por essa razão, para o procurador-chefe Fabrício Gonçalves de Oliveira, esse é um momento histórico para a instituição.

"A mudança para uma sede própria traz uma série de benefícios, uma vez que possui postos mais adequados de trabalho e uma excelente estrutura para o atendimento ao cidadão. Além disso, uma sede própria permite uma economia de patrimônio público, pois não haverá necessidade de gastos com aluguel", salienta.

A futura sede fica no bairro Jardim Aclimação, em Cuiabá. Sob a ótica das funções institucionais, sua localização é privilegiada devido à sua proximidade do Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso (TRT-MT), algo em torno de 2 km, e do Centro Político e Administrativo. Além disso, percorrendo cerca de 500 m, é possível ter acesso à principal avenida comercial da cidade, a Historiador Rubens de Mendonça, favorecida por várias linhas de ônibus.

O imóvel inclui o prédio de 3.576,94m², instalado em um terreno de 1.434,60m², e um lote de 360m², que será utilizado para estacionamento. Além do ganho de mais de mil metros quadrados de área útil em relação à sede atual, o espaço proporcionará uma melhor divisão dos setores, otimizando e tornando mais eficiente a organização dos serviços.

A escolha ocorreu após várias pesquisas de mercado, avaliações e negociações. A maioria dos imóveis visitados possuía área com dimensões insuficientes para abrigar fisicamente a Procuradoria, exigia muitas reformas ou estava em fase de construção, o que demandaria de três a seis anos até a conclusão das obras.

Primeira sede própria em 22 anos

Criada pela Lei nº 8.469, de 05 de outubro de 1992, a Procuradoria Regional do Trabalho da 23ª Região nunca teve uma sede própria. Pouco depois de sua criação, começou a funcionar em uma sala cedida pelo Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região, quando este ainda ocupava um prédio alugado na Avenida Fernando Correa da Costa.

Em 1993, a sede foi transferida para um edifício localizado na Avenida Presidente Castelo Branco. Inicialmente, seis salas foram alugadas. Aos poucos, as instalações se expandiram até a ocupação total, em 2004, do edifício de cinco andares e área de 1.600 m².

Em razão do crescimento do órgão e dos recorrentes problemas estruturais, optou-se, em 2013, pela mudança da sede para o local onde atualmente está estabelecida, no Bairro Duque de Caxias. O imóvel é alugado e possui área útil de 2.484,04m².

A previsão é de que a mudança para a nova e definitiva sede ocorra no primeiro semestre de 2015.

Informações: Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso (MPT-MT)

Contato: (65) 3613-9152 | www.prt23.mpt.mp.br | twitter: @MPT_MT | facebook: Ministério-Público-do-Trabalho-em-Mato-Grosso

Imprimir

  • banner abnt
  • banner transparencia
  • banner pcdlegal
  • banner mptambiental
  • banner trabalholegal
  • banner radio
  • Portal de Direitos Coletivos