• Informe-se
  • Notícias do MPT MT
  • Acordo com Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações promove desenvolvimento de novas tecnologias para a melhoria das condições de trabalho

Acordo com Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações promove desenvolvimento de novas tecnologias para a melhoria das condições de trabalho

Parceria firmada pelo MPT fortalecerá a cooperação entre as duas instituições e prevê ações de desenvolvimento de tecnologia, inovação, empreendedorismo e aplicação nas áreas de saúde, segurança e prevenção de acidentes

22/02/2021 - Com o objetivo de promover a melhoria das condições de trabalho no Brasil com o desenvolvimento e aplicação de novas tecnologias, o Ministério Público do Trabalho (MPT) assinou na manhã desta sexta-feira (19) um acordo de cooperação técnica com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). O documento fortalecerá a cooperação entre as duas instituições por meio do intercâmbio de dados, informações e tecnologias. A assinatura ocorreu na sede do MCTI, em Brasília, e contou com a presença do procurador-geral do MPT, Alberto Balazeiro, e do ministro do MCTI, Marcos Pontes.

O acordo prevê a elaboração de Plano de Trabalho em até 60 dias após a assinatura do documento. Entre as medidas que serão adotadas pelo MPT e pelo MCTI estão a promoção de ações de desenvolvimento de tecnologia, inovação, empreendedorismo e aplicação nas áreas de saúde, segurança e prevenção de acidentes. Além disso, as instituições buscarão alternativas de fomento a atividades de desenvolvimento científico e inovação sempre pautadas pelo princípio da precaução para avaliar os riscos relacionados à saúde e segurança e atingir o desenvolvimento social e econômico.

Segundo o procurador-geral do MPT, Alberto Balazeiro, o acordo abre um leque de oportunidades de parcerias para que a ciência e a tecnologia contribuam para a sociedade. “A importância desse acordo é estabelecer uma parceria perene com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações que vai propiciar difundir conhecimento, gerar tecnologia e, principalmente, melhorar as condições de vida dos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil a partir dessa difusão de conhecimento. Hoje, lidamos com a temática da Covid-19, das barragens e com inúmeros outros temas do mundo do trabalho que têm essa interface com a ciência e a tecnologia”, explicou Balazeiro.

Para o ministro do MCTI, Marcos Pontes, o acordo ajudará na resolução de problemas e no desenvolvimento de soluções para trazer mais qualidade de vida e mais segurança não apenas aos trabalhadores, como também às famílias desses trabalhadores e toda a sociedade. Entre as primeiras iniciativas a serem adotadas por meio do acordo, o ministro destacou atividades relacionadas a pesquisa de soluções como medicamentos, vacinas nacionais e equipamentos como ventiladores pulmonares. “Então eu vejo como um acordo que favorece os trabalhadores, favorece as famílias, favorece o Brasil como um todo. Nós, aqui do Ministério da Ciência Tecnologia e Inovações, temos uma missão que é produzir conhecimento, produzir riquezas para o Brasil e contribuir com a qualidade de vida. Esse acordo está exatamente alinhado com a nossa missão”, disse o ministro.

A acordo de cooperação técnica tem vigência de quatro anos a partir da data de publicação do seu extrato no Diário Oficial da União.

Clique aqui para acessar a íntegra do acordo.

Informações: PGT

 

 

Imprimir