• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Notícias
  • Portal do MPT agora conta com Lista Suja do Trabalho Escravo
  • hospital
  • resgate 5
  • Dr André
  • posse
  • ouvidoria página externa II
  • Rua Arnaldo Sussekind- II
  • veneno
  • Ação Integrada: trabalhadores egressos e vulneráveis à exploração do trabalho escravo concluem cursos
  • Dia Mundial da Luta Contra os Agrotóxicos terá reunião de Fórum Estadual e Roda de Conversa em Cuiabá
  • MPT consegue liminar contra BRF após empregado de empresa prestadora de serviço perder dois dedos em acidente
  • Comitê de Ações Afirmativas aprova destinação de quase um milhão a 15 novos projetos sociais
  • Operação conjunta resgata três trabalhadores e um adolescente de carvoaria
  • Empresa prestadora de serviço de Cuiabá é condenada por não cumprir cota legal para contratação de pessoas com deficiência
  • MPT participa de painel sobre Política de Aprendizagem Profissional no Tribunal de Justiça de Mato Grosso
  • MPT em Mato Grosso realiza evento "Perspectivas de Gênero, Raça e Diversidade e suas Interseccionalidades"
  • Acordo encerra processo que promoveu melhorias para os trabalhadores da coleta de lixo de Sorriso
  • Campanha “#NossoLugarÉLegítimo” será lançada pelo MPT
  • MPT abre inscrições para o curso: Conselheiros Tutelares: Importantes Atores no Combate ao Trabalho Infantil - Edição VII
  • MPT ajuíza ação contra fazenda de Diamantino por risco a trabalhadores que aplicam agrotóxicos
  • Procurador-chefe do MPT em MT toma posse em Brasília
  • MPT consegue liminar contra empresa que atua na coleta de lixo em Cuiabá
  • Ouvidoria do MPT em Mato Grosso
  • MPT, MPF e MPE ajuízam ação para proibir uso do glifosato em MT
  • Dos quadrinhos para as telas: MPT lança desenho animado sobre trabalho infantil
  • Documentário “As recicláveis” destaca a necessidade de contratação de cooperativas de catadores
  • Em ato simbólico, MPT e Município de Cuiabá homenageiam jurista e trabalhador rural assassinado
  • Entidades divulgam Nota de Apoio a projetos de lei sobre aplicação e tributação de agrotóxicos
  • Campanha criada pela ANPT quer a valorização do Ministério Público do Trabalho
  • MPT lança Manual de Boas Práticas para promoção de igualdade de gênero no trabalho

Portal do MPT agora conta com Lista Suja do Trabalho Escravo

A publicação é de responsabilidade do Ministério do Trabalho e evidencia empresas que submeteram trabalhadores a essa condição.

03/12/2018 O Ministério Público do Trabalho (MPT) passa a disponibilizar a publicação atualizada do Cadastro de Empregadores flagrados com mão de obra análoga à de escravo no portal da Instituição. A publicação da chamada Lista Suja é de responsabilidade do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

A iniciativa tem como intuito dar maior visibilidade ao documento, que agora também pode ser acessado na página inicial do site do MPT, em banner acessível no canto direito da parte inferior.

O Cadastro de Empregadores flagrados com mão de obra análoga à de escravo é formado por 205 nomes de pessoas físicas e jurídicas pela prática do crime. Segundo o documento, entre 2005 e 2018, cerca de 2.392 trabalhadores foram submetidos a condições degradantes.

Fonte: PGT

Imprimir

  • banner abnt
  • banner transparencia
  • banner pcdlegal
  • banner mptambiental
  • banner trabalholegal
  • banner radio
  • Portal de Direitos Coletivos