Biblioteca Delivery - Projeto desenvolvido com apoio do MPT e da Justiça do Trabalho recebe prêmio internacional

25/11/2020 - Uma destinação de recursos realizada pelo Justiça do Trabalho e Ministério Público do Trabalho (MPT) trouxe frutos na área da cultura e o reconhecimento veio em forma de premiação internacional: o projeto Biblioteca Delivery, desenvolvido pela Biblioteca Municipal de Juína, município no norte de Mato Grosso, venceu o prêmio Ibero-Americano de Bibliotecas Públicas, na categoria excelência.

O projeto consiste na entrega de livros nas residência de moradores da cidade em meio à pandemia do novo coronavírus e chamou a atenção por garantir a perspectiva cultural, mesmo em período de isolamento social, que fez com que muitas famílias permanecessem em casa.

“Trata-se de um projeto que engloba toda uma sociedade para lutar contra a pandemia por outras frentes: da cultura, da democratização do ensino e da educação. Mais ainda: de uma maneira inclusiva, atingindo não só as pessoas adoentadas e os parentes dessas pessoas, mas sobretudo para que outras pudessem ficar em suas casas”, explica o juiz titular da Vara do Trabalho de Juína, Adriano Romero, que autorizou o repasse.

O projeto é o único do país premiado e vai receber 15 mil dólares (cerca de 80 mil reais).

O programa Ibero Americano realiza todos os anos o Concurso de Ajudas, voltada às bibliotecas dos países e cidades membros. O objetivo é consolidar as bibliotecas públicas, comunitárias e populares, como espaços de livre acesso à informação e à leitura, atuando na inclusão social e na qualificação da educação e desenvolvimento.

Além da questão relacionada à pandemia, o juiz Adriano Romero destaca que o Biblioteca Delivery deixa um legado importante para a criançada. “Permite e contribui para que crianças, ao invés de trabalhar, de ficar sem fazer nada ou mesmo se aglomerando, estudem e tenham acesso democrático à educação e ao ensino. Isso não tem preço e não tem preço porque a Justiça do Trabalho e o Ministério Público do Trabalho estão contribuindo para seja deixado mais um legado nessa cidade”, disse.

A procuradora do MPT Ludmila Araújo ressalta a importância do projeto premiado. “A destinação se deu no contexto da pandemia, diante do fato de que as aulas nas escolas públicas foram suspensas no município de Juína e várias crianças ficaram sem a atividade presencial e sem as atividades lúdicas no período escolar. Fora isso, o índice de violência doméstica aumentou durante o isolamento social. Então, o projeto que foi desenvolvido pela Prefeitura visando combater tudo isso, criou o sistema de entrega de livros e também um acervo digital”.

Destinação

Ao todo, foram destinados pela Justiça do Trabalho e MPT quase R$ 187 mil ao Município de Juína. Os recursos são oriundos de processos coletivos movidos pelo MPT em razão do desrespeito à legislação trabalhista.

Os valores liberados viabilizaram não só a execução do Biblioteca Delivery, mas também a compra de centenas de livros físicos e digitais, jogos educativos, notebooks e outros equipamentos eletrônicos. Também contemplou a aquisição de software para a integração de todas as bibliotecas públicas da cidade, incluindo as localizadas em áreas indígenas e rurais.

Para o juiz do Trabalho Adriano Romero, a destinação de recursos feita pela Vara, em parceria com o MPT, cumpriu o seu papel. "Esse projeto e todas as destinações que foram feitas, sem exceção, sobretudo para fins de enfrentamento dessa pandemia, mostram para a sociedade o quanto a Justiça do Trabalho enxerga os seres humanos, trabalhadores e empresários e o quanto se preocupa com a sociedade na qual está inserida.

Informações: TRT23

Imprimir